Elle Fanning Brasil mobile version
June 6, 2014

Elle esta na capa de Julho da Teen Vogue e concedeu uma entrevista exclusiva para a revista! Confiram a entrevista traduzida abaixo:

qwe

Elle Fanning é original. Tudo nela parece ser docemente inconformista e nem um pouco coisa de uma atriz ou adolescente clichê. Ela acabou de completar 16 anos e tem um autêntico espírito ensolarado, que sem esforço algum projeta uma garota completa, feminina, e com qualidades normais tirando o fato de que ela é uma profissional de Hollywood que já fez mais de 20 filmes. (Seu primeiro papel foi aos 2 anos, em “I Am Sam”, como a versão mais nova da irmã Dakota Fanning.)

As palavras “totalmente” e “tipo” são típicas de uma conversa com Elle e as grandes referências sobre sua mãe (protetora/inteligente!) são admiradoras e reveladoras: “Minha mãe não deixa eu te uma conta no Facebook”; “Minha mãe não gosta que eu masque chiclate”; e, sobre Coachella, “Não acho que ela deixaria eu ir”. O lado da sua clara inocência é uma sofisticação natural, cheia de referências retrô. Elle admira clássicas loiras como Marilyn Monroe (“Ela nunca fingiu uma emoção,” e “Ela tinha fantásticos maiôs”) e Brigitte Bardot (que Elle tem em seu Tumblr e quem inspirou essa sessão de fotos da Teen Vogue), mas ela também respeita deusas contemporâneas fortes e inteligentes como Angelina Jolie, Scarlett Johansson, Cate Blanchett, and Marion Cotillard—”tipo, são pessoas poderosas,” ela diz admirada.

Elle esteva em dois filme no  Sundance esse ano, “Young Ones” e “Low Down”, mas ela pisa fora da zona de conforto indie como estrela do sucesso de bilheteria da Disney de “Maleficent”, com Jolie. Nos conhecemos tomando chá em Paris, indo em desfiles de outono no começo de março. Como rosto da campanha de primavera da Miu Miu, Elle sentou na primeira fileira, próxima à amigas de campanha Lupita Nyong’o, Elizabeth Olsen, e Bella Heathcote. Honestamente, poderia conversar mais com a  encantadora Elle por horas—sobre moda, filmes, baile, ensino médio, o que for— e gostaria que vocês também pudessem. Aqui está alguma das melhores partes.

AA: Elle, se pudesse fazer uma pergunta, seria essa: E seu Instagram? Todas as contas são falsas? Costumava seguir o @ellefanningactress, e realmente pensava que era você! A pessoa até me mandou mensagens!

EF: [Rindo; ficando vermelha]Eu sei! É muito estranho! Todos os meus amigos acham que tenho Facebook. Eu respondo tipo, “Não, não sou eu! Nenhum desses sou eu!”

AA: Você tem alguma rede social?

EF: Tenho um Instagram privado. Não tenho Twitter. Alguém fez uma conta minha e de minha irmã e até foi verificado —sabe, com aquele certinho! Eu receberam tweets de pessoas famosas tipo, você sabe, “Oi!”

AA: E era tudo falso?

EF: Mmmmhmmm. Foi um pouco estranho. Você sente como, isso não é ilegal? Um impostor, alguém fingindo ser você…tipo naquele filme com o Matt Damon!

AA: E Gwyneth! E o talentoso Sr. Ripley!

EF: É!

Estamos dando risadas agora mas achei interessante Elle fazer referência a um grande filme feito quando ela tinha 1 ano de idade. De qualquer forma, acaba que até  os conhecidos de Elle—ela frequenta uma escola normal na Califórnia, e conheceu sua melhor amiga lá, na quarta série—conseguem entrar nessa coisa esquisita de ter fãs que fazem contas falsas sobre seus amigos. Mas ela é filosófica sobre a perda de anonimato: “Acabou acontecendo”, diz Elle e seus amigos soam como santos.

AA: E Snapchat?

EF: Eu amo! Poof, e sumiu. Mas você sempre acaba ficando tipo, “Ah meu Deus, pra onde foi a foto?” Tenho certeza que o cara que inventou pode ver!

AA: O que você usa na escola? Você tem um estilo incrível!

EF: Uso uniforme! Você tem que usar uma blusa polo— que não mostra muito ou uma blusa com botões, o que é melhor. E uma manta ou saia cáqui. Um cardigan formal – muito estranho.

Notícia decepcionante, fãs da moda. Mas…

EF: Mas podemos usar que o quisermos às sextas! Você também pode usar qualquer jaqueta—de couro, flanela, uma grande jaqueta jeans—e o sapato que quiser. No ano passado usei uma jaqueta esportiva. Uso essas botas a cima do joelho da Prada. [O que me lembra do chic saltos pretos que ela está usando agora] Ou sandálias Marni com meias muito estranhas.

AA: Como seu look no tapete vermelho difere do look do dia-a-dia?

EF: Bem, você tem que tirar uma foto! É tudo sobre a foto. Pode até ficar bom pessoalmente—todo mundo acha—mas aí você tira uma foto e ficam tipo, “Isso está horrível!” Por causa da Internet, é tudo sobre a foto, não com o que é pessoalmente.

AA: Como seu look público evoluiu, além de lidar com as fotos e a Internet?

EF: Tive minha maior premiere quando tinha 12 anos. Eu era bem girly,  fofa, com laços e vestidos fofinhos. Sempre serei uma garota que gosta de rosa. Mas também estou começando a gostar de vestidos mais longos ou mais justos. Não apertado, só um que dê mais… forma? Uso muito Miu Miu, Prada, Valentino. Gosto de Céline. Rodarte.

AA: Qual é sua estratégia de tapete vermelho para seu novo filme, “Maleficent”? Você é uma princesa da Disney!

EF: Quero fazer justiça à Aurora! Quero realmente parecer que interpreto uma princesa, sabe? O que uso para entrevista de imprensa vem muito da personagem. No começo Aurora é bem fresca e usa muitos vestidos de camponesa. Depois ela usa algo muito mais elaborado. Então fico pensando em como elaborar isso. E sinto que tenho uma ligação especial com Bela Adormecida. Cada princesa da Disney tem uma história diferente, uma cor de cabelo diferente e  Bela Adormecida meio que sempre foi minha preferida: minha garota de cabelo loiro, com vestido rosa. Quando fui na loja da Disney, comprei a boneca dela, seus vestidos. Quando me convidaram para interpretá-la, foi insano, sabe? Quando era pequena queria ser uma princesa da Disney, e agora posso dizer que meu sonho virou realidade e que virei uma princesa da Disney.

AA: “Maleficent” parece sombrio e muito legal! Conte-me sobre isso.

EF: Sempre tento escolher algo diferente, e “Maleficent” tem tanta tela verde, algo novo para mim. O diretor, Robert Stromberg, fez o design de produção de “Avatar”. Filmamos o filme por quatro meses  em um estúdio fora de  Londres, chamado Pinewood. Assisti o filme animado tantas vezes, observando os gestos de Aurora, suas emoções. Como quando ela pica o dedo na agulha—a cena toda foi muito, muito importante.

AA: Angelina Jolie foi sua co-star! Foi intimidador?

EF: Quando a conheci, ela me deu um abração, me segurou pela ombro e disse  “Nos divertiremos muito trabalhando juntas!” E foi assim mesmo — nos divertimos muito! Ela tem uma enorme presença. Ela andava no set o tempo todo com sua roupa de Malévola por que dizia que tinha que virar parte dela, já que Malévola e sua roupa estão muito conectadas. Todo mundo a encarava! Com a bochecha bem marcada e a roupa, todo mundo ficava tipo “Oh, my God!” [Encolhe os ombros.]

AA: Elle, vamos falar de garotos. Você parece se vestir para si mesma, não necessariamente tentando agradá-los.

EF: Bem, quero que um garoto goste de meu estilo esquisito. Se ele não gosta, não é a pessoa certa pra mim. Por que se você começa a se vestir de um jeito que não é seu, você vai ter que sempre se vestir assim. Por que se não, você usa alguma coisa estranha e ele vai ficar tipo, “O que é isso?” e você tipo, “Bem, eu gosto assim!” Daí você fica em uma situação desconfortável.

AA: Em uma situação que afasta os homens.

EF: Tento combinar o que visto com o que sinto. Tinham muito de barizado, e agora é mais sobre dança e festas de 16 anos, e todo mundo usa tipo, um vestido bem curto e colado. Com cabelo bem cacheado e sombra escura. Pode ser o que eles gostem, mas não é assim comigo. Eu experimento vestidos que expressem o que eu sinto.

AA: Eu realmente admiro que voce é forte e incomum e vá do seu jeito.

EF: Eu apenas acho que é melhor se sentir renovada. Também acho super sexy não usar nenhuma maquiagem. Tipo, honestamente, se voce conversar com os meninos, eles dirão isso.

AA: Os meninos se sentem intimidados por você?

EF: Bom, meio que eu sempre era mais alta que eles, mas agora eles estão me alcançando e eles não estão tipo, assustados. Mas eu fui no baile ano passado – um menino me pediu para ir ao baile com ele.

AA: O que voce usou?

EF: Eu usei um vestido da Ralph Lauren branco.

AA: Você vai de novo neste ano?

EF: Sim. Não é permitido ir se você for calouro ou do segundo ano, só se um do terceiro ano ou se um veterano te chamar.

AA: Então você foi com um menino mais velho ano passado?

EF: Sim. Eu vou neste ano, eu preciso encontrar uma roupa.

AA: Um menino diferente?

EF: O mesmo menino.

AA: O mesmo menino? Ok, as mentes investigadoras da Teen Vogue querem saber! Ele é seu namorado ou apenas um amigo?

EF: Ele é um menino.

AA: Ok…! O que você irá usar?

EF: Eu acho que irei usar um terno. Como um terno creme, e ele poderia usar um preto. Quão fofo isso seria?

AA: Eu amo isso! E ele toparia?

EF: Sim, ele é tao engraçado que ele toparia isso.

AA: E ele gosta do seu estilo?

EF: Ele gosta do meu estilo, sim.

AA: Elle, você realmente leva sua declaração de moda a serio. Qual é o seu envolvimento com Halloween?

EF: Este ano eu fui uma vampira, o que soa um pouco entediante, considerando que eu fui uma vez a Morton Salt Girl. E a estatua da liberdade. Eu era como, a Barbie da Estátua da Liberdade. Eu achei um vestido de lantejoulas vintage na Topshop de Londres enquanto eu estava filmando Malévola, na verdade. E eu tinha uma coroa, a tocha e a maquiagem com gliter. Uma maquiagem verde. Eu me arrumei pro Halloween – não é como se um estilista fizesse isso.

AA: Me conte uma coisa que você não pode viver sem. Qualquer coisa!

EF: Meu calendário da Barbie no meu quarto. Eu coloco todos os detalhes do meu dia nele. E… é tao estranho, mas eu guardo os papeis de chiclete. Tipo, eu tenho vários do Dubble Bubble e Bazooka. Eu os coloco numa caixa de sapato da Chanel.

AA: Você guarda? Quero dizer, se voce comesse um chiclete agora comigo, aqui em Paris, você jogaria o papel ou o que?

EF: Eu sempre guardo na minha bolsa e depois eu a esvazio.

AA: Dentro da caixa da Chanel? Voce tem um pouco de TOC sobre isso Elle. Um dia você saberá a quantidade de chiclete que mascou.

EF: Eu tenho. O que é louco. Minha mae sempre fala, “Pare de comer isso!” Minha mae não gosta quando eu masco chiclete.

AA: O que o futuro guarda para Elle Fanning?

EF: Eu quero ir para a faculdade – Eu ainda não decidi aonde. Eu ainda quero atuar, mas também quero escrever e dirigir. Eu quero tanto escrever um roteiro; poderia ser sobre a minha própria vida, porque eu tenho muitas experiências. Eu sei que irei, porque eu sinto em mim que preciso fazer isto.

Tradução: Isabella e Elisa – Equipe Elle Fanning Brasil

Fonte

Comment Form