Elle Fanning Brasil mobile version
August 16, 2016

Elle foi escolhida ao lado de Jaden Smith e Ansel Elgort para estar em uma das capas da edição Power of Youth da Variety Magazine! Confiram as fotos e uma pequena entrevista:

Elle Fanning começou no negócio – e conseguiu seu cartão do SAG – antes de completar 3 anos de idade, quando Jessie Nelson, diretora de ‘Uma Lição de Amor’, estrelando Dakota Fanning com 7 anos de idade e Sean Penn, precisava de alguém para interpretar a irmã de Dakota em um flashback. Recrutar Elle para aquele papel foi uma decisão fácil. Quinze anos depois, ela emergiu como uma das mais atrizes mais animadoras e consistente persuasivas de sua geração, estrelando dramas indies (‘Um Lugar Qualquer’, ‘Ginger&Rosa’), blockbusters (‘Malévola’) … e o que ‘The Neon Demon’ tenha sido.

Fanning, agora com 18 anos de idade, ela está respondendo as criticas do filme com graça. “Alguns filmes maravilhosos foram muito criticados [em Cannes]”, ela nota. “Mas eu, definitivamente, prefiro ter uma resposta dividida como amo/ódio do que ter uma audiência dizendo, ‘Oh, o filme foi legal.'”

Para Fanning, a noite no tapete vermelho em Cannes foi especial, não só por causa da premiere. Também foi seu baile do colegial. Ela escolheu comparecer a premiere em Cannes pela primeira vez, mas “meu melhor amigo que iria comigo no baile, acabou indo para Cannes e nós tivemos nosso baile lá.”

Fanning sempre teve uma vida fora dos holofotes para mantê-la no chão. “Meus melhores amigos não estão no ramo de forma alguma,” ela nota. “Eu ainda moro com a minha família.”

Agora uma graduada do colegial, Fanning está considerando a faculdade, mas não neste ano. Não seria justo, pois ela tem alguns filmes para promover, de ’20th Century Women’ com Annette Bening à ‘A Storn in the Stars’, no qual ela interpreta a autora de “Frankstein”, Mary Shelley. Ela também espera que “About Ray”, o qual teve sua estréia no Toronto Film Festival em 2015, chegue aos cinemas este ano. Para pesquisar para o papel de uma adolescente em transição para o sexo masculino, Fanning acabou se envolvendo na comunidade transexual. “Eu falei com muitos rapazes transexuais, e ouvir suas histórias foi algo muito poderoso,” ela diz. “Eles tiveram tanta coragem de apenas dizer sua história e responder perguntas muito difíceis.”

E ainda há “Live by Night”, dirigido e estrelado por Ben Affleck, no qual ela interpreta uma viciada em heroína, o qual ela diz ser seu papel mais difícil até agora.
Assistir Affleck trabalhar foi inspirador, diz Fanning, que gostaria de dirigir algum dia. “Eu gosto da ideia de formar algo que é todo seu,” ela diz.

Tradução e Adaptação: Isabella – Equipe Elle Fanning Brasil

FONTE

01 02 01 02
PHOTOSHOOTS > 2016 > VARIETY MAGAZINE

elle-poyh-variety-cover elle-poyh-variety-cover elle-poyh-variety-cover elle-poyh-variety-cover
SCANS > 2016 > VARIETY MAGAZINE – POWER OF YOUTH

Comment Form