Elle Fanning Brasil mobile version
October 25, 2014

A EW liberou os cinco primeiro minutos de um dos novos filmes de Elle, “Low Down“, além de uma entrevista com a atriz. Leia abaixo:
çd

 Elle Fanning está super ansiosa por seu novo projeto: Halloween.
Ele pode ser uma das atrizes que mais trabalha duro em Hollywood – com quatro filmes nos cinemas em 2014, incluindo o sucesso de bilheteria “Malévola” – mas ela ainda é uma menina de apenas 16 anos  e sua fantasia de Halloween é bem elaborada. “É segredo,” ela disse, quando perguntada sobre os planos de sua fantasia de gostosuras ou travessuras. “Mas vou te falar algumas dos meus maiores sucessos: Eu já fui de Morton Salt. Já fui de Moranguinho. Já fui de Barbie Estátua da Liberdade. Já fui de Mary Poppins. Já fui de boneca da Madame Alexander. Já fui de vampira, mas foi uma produção glamourosa. Já fui de Marilyn Monroe – quando tinha 7 anos. Então é, é muito importante para mim.
Em “Low Down”, que é lançado hoje nos cinemas, ela se veste como uma pessoa de verdade. Amy-Jo Albany foi a filha de Joe Albany, um talentoso pianista de jazz que gravou com Charlie Parker e Miles Davis. Ele também era viciado em heroína, o que fez que colocasse à prova o amor de muitos por ele. No filme, que se passa na Hollywood de 1974, Joe (John Hawkes) está tentando arrumar a vida pelo amor de sua filha adolescente, que adora ele. Não é uma tarefa fácil.

A EW teve uma intensa conversa com Fanning, e na abertura de cinco minutos do filme, que apresenta a dinâmica de pai/filha e tem e tem Joe tocando Flea com um tocador de trompete.
EW: Você tem trabalhado 25 horas por dia e 8 dias por semana no ano passado ou é só um daqueles casos em que os filmes foram filmados em datas diferentes mas as datas de lançamento acabaram sendo no mesmo ano?

Elle: É meio que as datas vão tipo, boom, todos são lançados ao mesmo tempo. Por que eu filmei “Malévola” há dois anos, mas haviam tantos efeitos especiais e coisas do tipo que foi lançado mais tarde. No ano passado, fiquei quase o ano todo na escola. Mas acabei de chegar em casa depois de terminar as filmagens de um filme: Trumbo, que foram em Nova Orleans. Sou muito energética então gosto de estar ocupada. É meio difícil pra mim sentar no sofá e não ter nada para fazer.

EW: Você interpreta Amy-Jo, que co-escreveu o roteiro, baseado na autobiografia dela. Você leu o livro?

Elle: Depois de me encontrar com Jeff Preiss [o diretor] e Amy juntos, eles me deram a autobiografia e eu li durante todo o processo de filmagens. Nunca interpretei uma pessoa que realmente existiu. Então eu estava meio tipo “Ah, a pressão de entender a vida de alguém…” E também, Amy estava todos os dias no set – sempre dando apoio mas sempre lá. Eu secretamente observada a linguagem corporal dela. Ficamos amigas próximas. Ainda trocamos mensagens, e ela me ligava em horas aleatórias antes das filmagens, também, só para me perguntar algo do tipo, “Você tem alguma pergunta?”  – conversando com Amy sobre a Amy.

EW: Você já trabalhou frente à frente com grandes atores como Jeff Bridges e Michael Shannon, e agora John Hawkes entra para o grupo. Como ele é?

Elle: Quando ele não está filmando, é apenas o John. Mas daí ele consegue ligar um botão, e vira Joe. Ele se torna essa pessoa. É incrível. Ele é um dos melhores atores do mundo.

EW: Esse é um filme cheio de musica. Também era assim no set, mesmo quando as câmeras não estavam gravando?

Elle: Sinto que a musica foi um personagem. Por que Jeff é um grande fã de jazz e tem um amor muito grande por isso. Então sempre tinha musica de jazz. E Flea estava no nosso filme, o que é muito legal, e ele sabe tudo de jazz também. Tem uma parte no filme que estamos sentados conversando e ele está explicando sobre um CD para mim – foi tudo improviso. Ele sabia de tudo, todos os artistas, todas as musicas.

EW: Ok, seja honesta. Você escuta jazz?

Elle: [Risos] Nunca tinha escutado antes. Era algo que eu não escutava, mas realmente gosto. Também, estava em Nova Orleans, que tem jazz em todo lugar. Realmente gosto de como é cheio de alma e paixão.

EW: Não parece que você diminuirá o ritmo logo. Em complemento à “Trumbo”, li sobre “A Storm in the Stars”, onde você interpretará Mary Shelley nova. É verdade?

Elle: Possivelmente. Não sei quando, aliás. Pode ser em dois anos, sabe? Nunca se sabe. “Trumbo” acabou de ser filmado. Interpretei a filha de Dalton Trumbo. Bryan Cranston interpreta Trumbo e Diane Lane interpreta Cleo, a minha mãe.

EW: A maior parte das suas cenas são com eles?

Elle: Minhas cenas são todas com eles. E Helen Mirren está no nosso filme, mas não temos cenas juntas. Mas tivemos uma reunião para ler o roteiro e pude conhecê-la, então foi lindo.

EW: Você tem atuado a vida toda e naturalmente, tem interpretado muitos papéis de filha. Os roteiros que você tem lido agora tem refletido a sua maturidade ou você tem visto a mesma coisa?

Elle: Não posso interpretar a filhinha tanto quanto antes. Daí vem a filha adolescente. Mas é muito animador quando não é só interpretar a filha, eu acho. E já fiz duas dessas, o que é animador. Mas é estranho, por que não penso sobre isso. Eu penso, “Oh, é só um filme e posso realmente fazê-lo”.

Tradução e adaptação por: Elisa – Equipe Elle Fanning Brasil

Via

One Response to “Assista aos primeiros cinco minutos de “Low Down””

A EW liberou os cinco primeiro minutos de um dos novos filmes de Elle, “Low Down“, além de uma entrevista com a… http://t.co/6IH2N5oUd0

October 26, 14 • 7:19 am
Comment Form